Travessia do canal da Mancha...

Travessia do canal da Mancha...

quarta-feira, 18 de maio de 2011

“TRANFORMO-ME EM TI”


Transformo-me em ti
Esvaziando-te copo a copo
Poeta, ou vaga de mim
Canto simples, ou acróstico

Agitas no meu peito a brandura
Na avidez estrábica, desesperada
Vento, enfim, gesto e ternura
Imensidão, poema, voz exultada

Transformo-me em ti
Castelo demorado
Imagem caída,
Paredão mordomado

Transformo-me em ti
Bebida da minha vida
Nato inefável no meu corpo
Transformo-me em ti
Esvaziando-te copo a copo.
***

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado/a por comentar é sempre um prazer encontra-lo/a de visita aos olhos da serra.